Vila de Santo André tem o privilégio de estar localizada em uma área de proteção ambiental. A APA Santo Antônio percorre 23.000 hectares na faixa litorânea dos municípios de Santa Cruz Cabrália e Belmonte, entre a foz do rio João de Tiba e a foz do rio Jequitinhonha, e tem o objetivo de garantir a preservação dos recursos naturais. O clima é quente e úmido e as praias se estendem por toda a costa, local de rara beleza e grande fragilidade ambiental, que abriga grande diversidade de espécies da fauna e flora.  A APA Santo Antônio apresenta ecossistemas de grande importância: Mata Atlântica, restinga, várzea, mata ciliar, brejos, manguezais e recifes.

Na primeira semana de outubro inicia a temporada de desova das tartarugas marinhas e Vila de Santo André é um dos locais favoritos. Desde 1998 existem ações e monitoramento no Sul da Bahia, incluindo a APA Santo Antônio. A nossa vila tem voluntários atentos a este movimento, o pescador Vevé e Monica Paoletti, além de um apoio do Projeto Chauá e do biólogo Odair Schneider que orientam o trabalho com as tartarugas marinhas. Já foram resgatados em parceria com o IBAMA e CRA dezenas não apenas de tartarugas marinhas, mas também baleias, pinguins e outros pássaros. Se encontrar algum animal marinho em condição de perigo por favor avise os voluntários locais: Vevé 73 36714001 Monica Paoletti 73 3671 4051/ 11 9 9999 9376

Biologo Odair Schneider 73 99882115 Projeto Chauá 73 88210010/ 73 36791224

 

 

Como animais migratórios, as tartarugas se deslocam desde os trópicos até as regiões subpolares, transferindo energia entre ambientes marinhos e terrestres. São consideradas verdadeiros engenheiros do ecossistema, devido a sua influência e ação sobre os recifes de coral, bancos de grama marinha e substratos arenosos do fundo oceânico.

O que é bom saber sobre nossas praias :

A vegetação de restinga, estas plantas rasteiras encontradas ao longo da praia, são de vital importância para evitar a erosão fixando a areia e dunas.

É proibido circular com qualquer tipo de veículo na praia.

 

As tartarugas marinhas desovam a noite e colocam mais de 100 ovos de cada vez. Caso encontre ninhos e tartarugas nesta função deixe tranquilos, se quiser fotografar faça à distância e sem flash.

 

Caso você encontre rastros de tartaruga na praia, retire, colaborando para evitar depredação.

 

Se encontrar baleias, tartarugas, pinguins ou qualquer espécie de animal marinho ferido ou morto, entre em contato com os voluntários Monica Paoletti ou Vevé residentes na vila e se não conseguir, avise o PAT Ecosmar nos telefones 73 3679.2234 ou 3679.2345 que irão informar como proceder. 

fShare
0
Pin It