fbpx

Santo André

HOME

KATZ CONSTRUÇÕES

Blog da Vila
por Léa Penteado

Antes de existir blogs, quando havia concurso de redação escolar, eu já escrevia. A curiosidade me levou aos 20 anos a ser repórter em uma editora de revistas e quando vi era jornalista. Portas foram abrindo e, além de centenas de reportagens contando fatos e histórias de anônimos e celebridades, escrevi um espetáculo para teatro, fui autora de pequenos seriados para a TV, argumento para um filme, três livros e, quando chegou o blog, descobri que podia ser contadora da minha própria história e o que tivesse no entorno. Escrevo por que é vital, é como respirar.

6º Festival da Lagosta

Eu não sou lá grande coisa na cozinha, não tenho restaurante, e então por que há 6 edições eu realizo o Festival da Lagosta da Costa do Descobrimento? Porque aprendi há muitos anos, com profissionais com quem tive o privilégio de trabalhar como Roberto Medina e Dody Sirena, sobre a importância dos eventos na promoção do turismo. E aonde moro não há outra indústria que possa movimentar a economia a não ser a do turismo. Os números são incríveis, na economia mundial o turismo impacta 10% do PIB, gera 1,4 trilhões de dólares em exportações, representa 7% das exportações mundiais e 30% das exportações de serviços. Quem diz é a Organização Mundial de Turismo em estudo de 2018. Segundo a Fecomercio, no ano passado arrecadou 121 bilhões e para este ano a projeção é de mais 11,5 %. Envolve 1329 atividades econômicas em 571 setores… Estes são alguns dos dados apresentados ontem no Seminário Gestão e Turismo organizado pela Secretaria de Turismo da Bahia. E é muito bom fazer evento, promover a região, ver o movimento que traz, instiga a disputa e a imaginação dos chefs, e traz um sorriso na boca de todos os que saboreiam os pratos feitos com enorme amor… No final desta 6ª edição do Festival da Lagosta, feito a toque de caixa, antes que o ano terminasse, tenho muito para agradecer… Além dos 11 restaurantes participantes Adega e Restaurante Gaivota, Bistrô Luz de Minas, Bistrô e Pizzaria Paralelo 16, Restaurante Flor de Caju, Gastrovila, Gazebo 1, Grão Cozinha Artesanal, Maroca Praia, Pier João de Tiba, Restaurante Maria Nilza, e Xauá Restaurante, aos meus queridos parceiros do site Kris Subtil e ao Jan Lechter por terem, simplesmente pela amizade e parceria, entrado nesse jogo. Agradecer ao Alex di Pasquale (Abrasel Costa do Descobrimento), a Secretaria de Turismo de Santa Cruz Cabrália, a Revista Bacana, a VQM, a Gráfica Cabrália, ao Igor Paixão e a Katz Engenharia que está conosco pela 3ª vez…. Quanto ao julgamento, trouxemos para o site o mesmo formato desenvolvido no aplicativo nas duas últimas edições. A diferença é que o aplicativo só dava acesso a aparelhos android e no site é permitido inclusive iphones. Como explicamos no regulamento, o propósito é ter um resultado justo independente se o restaurante tem 20 ou 90 lugares. Isto se processa através de uma média aritmética, somando todos os votos de cada participante e dividindo com o número de votos. Tivemos alguns casos de informações desencontradas, em lugar de cpf colocaram o CEP e outros casos de cpfs repetidos, e estes foram eliminados. Contudo, muitos casos foram erros “honestos”, e aí precisamos fazer a revisão e validação um a um, para podermos julgar a validade dos votos. E claro, isso demora. Quando perguntamos aos participantes os números de quilos ou pratos vendidos, é para mostrar o sucesso do evento, e o resultado foi maravilhoso: 528 pratos equivalentes a 161 kg de lagosta com faturamento de R$56.965,00. Essa demonstração de apreço pela lagosta não apenas mostrou a quão amada é o crustáceo, mas também a dedicação e o talento dos chefs por trás dessas criações culinárias. E aqui o resultado: MELHOR PRATO: Maroca (9,91) e Xauá ( 9,91) – Empate em primeiro lugar Píer João de Tiba – Nota Final: 9,70 Gaivota – Nota Final: 9,69 MELHOR ATENDIMENTO: Xauá – Nota Final: 10,00 Maroca – Nota Final: 9,93 Flor de Caju – Nota Final: 9,92 Até setembro de 2024, aguardem…