fbpx

Santo André

HOME

KATZ CONSTRUÇÕES

Blog da Vila
por Léa Penteado

Antes de existir blogs, quando havia concurso de redação escolar, eu já escrevia. A curiosidade me levou aos 20 anos a ser repórter em uma editora de revistas e quando vi era jornalista. Portas foram abrindo e, além de centenas de reportagens contando fatos e histórias de anônimos e celebridades, escrevi um espetáculo para teatro, fui autora de pequenos seriados para a TV, argumento para um filme, três livros e, quando chegou o blog, descobri que podia ser contadora da minha própria história e o que tivesse no entorno. Escrevo por que é vital, é como respirar.

Santa Cruz Cabrália

Conhecer Santa Cruz Cabrália tem sempre o sabor de vivenciar novos mares. É chegar recepcionado pela etnia pataxó em uma das maiores comunidades indígenas em área urbana no país. A partir deste ponto é percorrer uma estrada com o mar de um lado, mata nativa do outro e desembocar no centro da pequena cidade que ainda guarda a graça do interior com a simpatia das pessoas que se cumprimentam na rua, o mercado que traz a produção da agricultura familiar da região, a missa aos domingos. Tem história e a arquitetura colonial com a Igreja Matriz no alto, debruçada para uma paisagem que jamais se repete, com o mar e o rio se encontrando em harmonia. Tem o encantamento da travessia da balsa levando para a orla norte que logo encontra a sofisticação no turismo em Vila de Santo André, reconhecida internacionalmente. Com menos de 30 mil habitantes, 165 km de área litorânea com praias de beleza única e preservada, 1.550,79 km de extensão, tem como porta de entrada o bairro de Coroa Vermelha, onde foi celebrada a 1ª Missa em 26 de abril de 1500. Ali estão exemplos de turismo étnico e religioso, através do comércio do artesanato e iguarias dos índios pataxós, na cruz que simboliza a primeira missa e nas tantas barracas e restaurantes que recepcionam os viajantes à beira do mar. Com mais de 3 mil leitos em hotéis, resorts, pousadas e camping, tem uma gastronomia forte e diversificada, dos frutos do mar às massas italianas, culinária portuguesa e espanhola, sabores trazidos por tantos imigrantes que com seus temperos e culturas fizeram uma mistura de etnias com ótimo sabor. A cidade preserva as tradições nas festas populares como a de São Pedro que acontece no cais à beira do Rio João de Tiba, com procissão fluvial e manifestações folclóricas; a Marujada e o Cordão de Caboclo, dança de roda, maculelê e capoeira. As manifestações artísticas culturais recebem apoio institucional e a cada ano vão se tornando um atrativo turístico. Artesãos e artistas populares encontram espaço para as feiras que acontecem periodicamente. Nos próximos anos a cidade ganhará destaque com o Aeroporto Internacional da Costa do Descobrimento que será construído em suas terras, substituindo o atual em Porto Seguro que se tornou pequeno com o crescimento da região. O valor estimado da obra é de R$ 1,4 bilhão, construído numa parceria público privada. Irá operar com voos regulares desenvolvendo o turismo e também como transporte nacional e internacional da produção regional de frutas, peixes, crustáceos entre outros produtos. Inicialmente receberá aeronaves com capacidade máxima de 220 passageiros. Com o aumento da movimentação poderá funcionar com aviões de maior porte (com capacidade até 624 pessoas) e realizar voos intercontinentais. A pista de pouso e decolagem terá 2.400 m de comprimento e 45m de largura, com capacidade de expansão para 3.000 m de comprimento por 45 m de largura. A área do terminal de passageiros será de 30 mil metros quadrados, dimensão que poderá ser ampliada para 40 mil metros quadrados. Novos tempos para esta linda e significativa cidade histórica! Fotos @santacruzcabraliabahia